Por que destruir por destruir essa utopia que é o PT e seu lider?

Sem título
Bandeira do PT e Presidente Lula

Instalou-se uma corrente submarina de ressentimento que atingiu nossa sociedade. Com a mesma rapidez com que chegou a moda, é destruir o partido dos trabalhadores; ninguém ousa dizer uma palavra, ou algo feito, em favor do PT. A destruição das ideias igualitária de uma sociedade. Os críticos do PT tornaram-se elegante e sábio. Não podemos ceder a essa mania pela epistemologia a ponto de excluirmos a moral e a politica, para que em um futuro próximo seja preciso recuperar; vamos ser avesso à epistemologia e desprezar a metafísica, e sim um positivista, com a moral e o estado.

A sociedade moderna tornou-se tão acostumada à verbosidade empolada, que temos dificuldade em reconhecê-la. Não tenha vergonha de esclarecer ao povo, e os paladinos da ética que escondem da sociedade com sua bárbara terminologia da destruição do PT. Uma grande parte de nossa vida e destituída de significados – sentimos e compreendemos uma vacilação futilidade autocanceladora. Lutamos com o caos que nos cerca e que está dentro de cada um de nos. É preciso coordenar nossos desejos, tanto eticamente como politicamente e, na logica da metafísica nos tornando livres. Algum indelicado nos deterá informando ou contra pondo que, é tão inútil quanto ao senso comum das correntes da disputa ideológicas que matam.

Nossa sociedade está cheia de fúria – porque um fato nada é exceto em ralação ao desejo. Não é o propósito a ética tão decantada em uma sociedade corrupta é uma tentativa de dispor ou classificar em certa ordem e método, o real à luz do ideal nos processos de percepções do mais nobre prazer. É preciso excluir por completo seus significados secretos e sutis. Com crescentes números de pessoas que sofrem de isolamento social e alienação, alastra-se um deserto de desolações em nossa sociedade. Não importa o que aconteça no futuro; tenha a certeza de que nunca será abandonada. Nunca recuem, continuem a bradar com força cada vez maior. Obrigado Presidenta por sua força de carácter, que vem transformando a vida de tristeza e humilhação dos mais carentes, em exuberância e esperança. Nossa atual sociedade está sendo arrastado há prevalecer o desrespeito à dignidade das pessoas transcendendo as diferencias. Estabeleça a paz criando condições que valorize as pessoas. “Só sei uma coisa, é que nada sei”. Nossa classe média mais uma vez a história vai contar, o quanto são forjados pela elite dominante, pela ambição da mimese com acerbe-a veemência, enganada pela jactância de seu poder pelintra.

O falas da justiça honra moralidade e patriotismo, usando métodos socráticos para ludibriar as massas e destruir as ideias morais de forma tão acentuadas. Pregando do quanto pior é melhor. Aparentemente surgirá e desaparecendo sem descolar o cimento moral, que faz de indivíduos voluntariosos os pacíficos cidadãos, como fosse possível ensinar os homens a perceberem nitidamente seus verdadeiros interesses, para que saíssem do caos auto esterilizador; atingindo o equilíbrio proposicional e criativo. Talvez isso proporcione a uma sociedade instruída e sofisticada a moralidade que nos iletrados se apoia. Será que o que foi agora é erros, visão parcial, tolice. A classe média é um caos, se movimenta ao vento e ordena sem liderar reverenciando mais os números do que o conhecimento. Onde haja caos não há fazer que se diz líder; “saem soando em longas arengas, como vasos de bronze que, quando percutidos continue há emitir sons até que neles se toque com a mão”? Esse evangelho aristocrático que, quer nos silenciar e em que a elite dominante trama nos porões escuros, derrubando governo eleito pelo povo.

Calculando-se os sentimentos dos mais carentes. Será a luta de classe em uma revolução com virulência até a morte. Só o respeito à regra do jogo democrático for respeitado pela elite dominante, é, a fonte da odiada filosofia aristocrática. Lula, Dilma ficará para a história como heróis, que se recusou a pedir clemência a estes fascistas, sustentando o seu valor ético e moral. “Maldito aquele que ensina aos homens mais depressa do que eles podem aprender”. Proudhon (1798-1857) – pensador e politico francês, anarquista e ateu, foi um ferrenho inimigo dessa classe burguesa, que destrói os valores construtivos. Propunha edificação de uma sociedade equidade com justiça e retidão. A habilidade de Michel Temes é criar a desarmonia entre as classes sociais e incertezas ambígua. Por ser um fator que envolve objetividade nas relações sociais e nos meios de comunicações (4º poder), influenciando no entusiasmo cotidiano negativamente. Por que o PT é tão hostilizado de forma grotesca, satírica e troça.

A força é um direito e que a justiça é o interesse dos mais fortes. As diferentes formas de governo fazem leis, democráticas, aristocráticas ou autocráticas. No submundo da politica um punhado de poder é melhor do que um saco de direito. Este futuro governo formado por panelinhas secretas, manobrando os invisíveis cordões da aparência democrática; estão em busca ao bem de sua classe e, não da sociedade como o todo. Sem duvida podemos afirmar esse ataque ao partido dos trabalhadores reflete a mesquinha conduta da elite dominante que denuncia em nome da ética, impostora da moralidade, não passa de uma invenção, para que possam continuar a manipular e controlar, os menos privilegiados. Em uma década os governos de Lula e da Dilma quadruplicaram os recursos para educação, com crescimento de mais de 130%. Que falta faz o professor Paulo Freire? Vai faltar picadeiro para tantos palhaços.

Alckmin faz pagamentos mensais ao blog (site implicante) de 70mil por mês, com dinheiro do contribuinte paulista, apena para falar mal das administrações do PT. Estes achacadores do mandato da nossa Presidenta Dilma Rousseff aprovaram pautas bombas na Câmara dos Deputados, como o PL-4330, que é a maior derrota dos trabalhadores desde o golpe de 1964, promove assalto ao bolso do trabalhador comparável ao decreto feito na ditadura, e assinado pelo Castelo Branco. O meritocrata Aécio Neves – inaugurou “vai pra rua uma hora eu tô lá”. Meritocracia na universidade pública, só é valida quando todos os participantes tiverem em uma mesma condição igualdade. São Paulo está entre os estados mais corruptos, desde a época do governo Mário Covas (PSDB). O desvio do dinheiro dos trens paulistanos e metro; o conhecido (trensalão-paulista), estes e alguns já citados em jornais de grandes circulações no Brasil.

Por fim, vou salientar alguns aspectos que me norteia, a escrever este artigo como uma reflexão sobre a nossa realidade com a preocupação de expressar, os principais fatos e acontecimentos econômicos, políticos e sociais; bem como, sua relação aos eventos coexistente ao nosso dia-a-dia. Em 1945, com o fim da ditadura de Getúlio Vargas; inicio da redemocratização brasileira, convoca-se uma eleição geral, os partidos são legalizados, sem exceção; logo depois se abre um novo tempo de perseguições politicas, ilegalidade. Ao passamos analisar este acontecimentos histórico, estamos voltando ao passado tenebroso de nossa história. – Geraldo Vandré compõe, para a trilha musical do filme ‘A Hora e Vez de Augusto Matraga’, escreveu Réquiem Para Matraga.

Vim aqui só pra dizer / ninguém há de me calar / se alguém tem que morrer / que seja pra melhorar / tanta vida pra viver / tanta vida se acabar / com tanto pra se fazer / com tanto pra se salvar / você que não me entendeu / não perde por esperar.

Passamos por uma imposição cultural do grande império, onde poucos serão beneficiados para ser o espelho de uma sociedade míope, ou melhor, de ideias curtas. O que entendem por honra, virtude, moralidade e patriotismo. Será que porventura tudo está errado, ou apena o destruir por destruir. Imagine quando as massas tomarem consciência, a este evangelho aristocrático; silenciando e retirando direitos adquiridos ao longo de anos de massacre pela inteligência ante social? Precisamos ficar atento ao programa Ponte Para o Futuro dos golpistas e corruptos, distorcendo os fatos para chegarem ao poder, sem ter o voto popular. Ou vamos cobrir o rosto e, aceitar o jogo das elites dominantes, ou acalmai-nos e passivamente manter a submissão a esses usurpadores de nossa Pátria amada.

Tamanho ódio despertado e executado paulatinamente. Mais uma vez estamos sendo derrotados pelos vassalos do império, que visam apenas seus respectivos interesses; entregando a nos os súditos à fraude e, pela força tiram direitos, não a varejo, mas no atacado; transformando em escravos, esmagando sonhos. Todos sabem que o direito, no mundo globalizado, só está em questão para iguais em poder. Quando falamos em justiça, depende da organização social e sua relação como parte da estrutura de uma nação. Como é encantador o ser humano! Em seu fértil e prodigioso mundo de panaceia do quanto pior será melhor, tentando mexer na legislação e imaginando que por meio de reformas meia boca poderá controlar o fluxo negativo de uma economia combalida pelo desmando do legislativo – sem saber que estamos cortando a cabeça de uma hidra. Estes mesmo que estão se apoderando do poder que foi outorgado pelo voto popular, onde estas forças não passa personificação do desejo da ganancia e da exibição, manipulando as massas, através dos meios de comunicações; seu orgulho está apena no poder, seu deleite egoísta do destruir a destruir, um partido de ideias democrática, onde prevalece a maioria. A classe média é uma multidão sem ordem, como manada desordenada, precisando ser controlada a qualquer custo. O que se deve fazer então?

Construir a Utopia com a juventude corrompida a cada instante pelos exemplos dos poderosos. Portanto, temos de dar a cada ser igualdade de oportunidade educacional; não há como dizer, onde surgirá talento ou gênio, temos de procurá-la com imparcialidade, em todas as classes e raças dissolvidas em uma base moral de uns aos outros, ou simplesmente persuadi-los a se comportar diante dos onipotentes cassetetes policiais; ou será exatamente nessa grande eliminação que iremos precisar de persuasão para conseguir que os perdedores aceitem o jogo democrático outorgado, há um partido politico, ou simplesmente esmagando nossa utopia, iram governar a repugnante ‘comédia de uma falsa democracia? Essa doutrina da ideia do quanto pior melhor, obscurecida em labirinto de violação de lei, continuará a ser indicados por facções dominantes, ou vamos serrar o galho no qual estamos sentados. Max nos tem mostrado que o poder politico é um reflexo do poder econômico, e se torna precário tão logo o poder econômico se transfira para um grupo politicamente inferior – como para a classe média. De que a mão poderá ser de outras pessoas, mas a cabeça e o coração são suas. Mídia golpista, sobre o jugo da denominação imperial.

Diz Bacon – “Achava não poder reinar em segurança sem condenar à morte todos os seus confrades”. São esperados que o radicalismo e o hábito de alterações levianamente manipulado de má fé, as massas com manchetes sensacionalistas de uma mídia golpista e, financiada pela federação das indústrias de São Paulo. Onde fatos que favorecem aos menos privilegiados, quase nunca são de interesse público. A incapacidade da nossa elite dominante de aceitar a diferença é quase insensata, mas à custa de muitos males, o principal dos quais é a perturbação e talvez a dissolução, da ordem e da estrutura social das quais depende todo bem politico. Nossa sociedade atual é facilmente enganada, porque é fácil terem esperança. A supressão de hábitos há muito adquirida provoca a derrubada de governos inovadores e progressista,

porque ainda persistem velhos hábitos; não é fácil mudar, fazendo que constituição seja respeitada e a sociedade deseje que seja mantida.

O Partido dos Trabalhadores (PT), alvo da mais injuria, da mais violenta campanha da grande mídia das últimas décadas. O partido foi atacado por todos os francos, invadido, destruído na sua essência, como objetivo de uma imprensa hostil.

Destruir sua reputação perante o eleitorado brasileiro, e o desejo de uma direita alucinada pelo poder, com ideias sublevadas e de setores da elite dominante, com denuncias vazias e de um ‘mar de lama’ que varrem o mundo politico atual; com a consumação do Impeachment da Presidenta Dilma Rousseff, serão encerrados os inquéritos, denuncias e corrupção.

A história irá ser repetida quantas vezes um partido de esquerda assumir o poder, com a mesma ladainha golpista.

Sim é estranho em um líder que lidera uma bandeira como a do partido dos trabalhadores (PT), que tem no mínimo de trinta por centro (30%) do eleitorado brasileiro, com uma convicção de já mais trair seu povo, armar cilada ou ressentir-se com as pessoas. Homem de uma personalidade ágil que o mantém ativo o corpo e a mente; mesmo quando se encontra em bombardeio pesado e cerrado da artilharia da elite dominante, fica sereno e esquece rapidamente as coisas ruins.

Sabe agir para se mostrar alegre, tem o pensamento oceânico alegre e repleto de espírito empreendedor e magnânimo. Ou seja, podemos dizer que Luiz Inácio Lula da Silva é de fato o maior representante típico de um pensamento aberto; possui firmeza de caráter e espirito autêntico e vigoroso.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s